Empreendedorismo Social no Rio à Porter

Hoje é meu último dia aqui no Rio de Janeiro. Estou voltando para São Paulo e vou me preparar para a cobertura da São Paulo Fashion Week. Mas antes de voltar fui ao Rio à Porter conhecer o projeto Empreendedorismo Social do Sebrae RJ.

Dá uma olhada no vídeo.

Para quem não pode ver ou ouvir o vídeo, leia matéria abaixo.

O Sebrae do Rio de Janeiro também esteve presente no Rio à Porter, a feira de negócios do Fashion Rio. Lá foi apresentada a coleção DOM do projeto Empreendedorismo Social, que desde 2007 dá suporte e busca parcerias para empresas se tornarem auto-sustentáveis.

O nome da coleção é a sigla de dignidade (de ser, criar e sonhar), ousadia (de investir em arte) e maestria (das técnicas usadas). Ela é composta por peças desenvolvidas por 11 grupos produtivos encubados no Empreendedorismo Social.

No ano passado, os oito que tiveram mais destaque participaram da So Ethic, feira de negócios dentro do salão Prêt-à-Poter, em Paris.

instituto-e no Rio à Porter

No Fashion Rio, as novidade “verdes” ainda continuam inexpressivas, mas no salão Rio à Porter elas estão com força total. Dei uma passada no instituto-e e pude conferir alguns materiais sustentáveis e novidades. Dá uma olhada no vídeo.

Para quem não pode ver ou ouvir o vídeo, aqui vai a matéria.

Quando se pensa em tecidos ecológicos e projetos ligados ao assunto no mundo da moda, imediatamente vem na cabeça o instituto -e, criado por Oskar Metsavaht e apoiado pela sua marca, a Osklen. No Rio à Porter, o instituto mostrou diversos materiais ecológicos. Isto faz parte do projeto e-fabrics, como podemos ver a seguir.

O látex natural da amazônia é feito de maneira sustentável e tingido com pigmentos naturais. Os couros de peixe, tanto o de pirarucu como tilápia, e o de rã são feito a partir do descarte da indústria alimentícia.

O bioplástico é produzido com amido de milho e é biodegradável. A seda ecológica é fiada à mão com resto descartado pela indústria e é tingida com pigmentos vegetais. A pupunha e a lona de eco juta são feitas de maneira sustentável sem agredir o meio ambiente.

O instituto-e faz as pesquisas e disponibiliza as informações para o mercado colocando em contato as duas partes da cadeia produtiva, ou seja, o fabricante e o comprador da matéria-prima.

Abaixo, algumas imagens de produtos feitos pela Osklen com couro ecológico (tênis) e couro de peixe.