Cozinha verde

Ontem eu coloquei um post sobre o e-livro que a Rita fez e no mesmo dia ela escreveu no blog dela sobre Cozinha Verde. Muita coincidência. Ela explica que os grandes problemas da cozinha são lixo, óleo e água. Vale a pena ler. Clique aqui.

Neste mesmo post ela fala sobre um outro blog que ela tem. Trata da reforma do apartamento dela, mais especificamente da cozinha. Conta sobre a tentativa de reaproveitamento do piso, da cuba de inox, entre outras coisas. Confira. Os vídeo são bem legais.

Latinhas viraram flores, fusca e galinhas

Hoje eu fui almoçar com uma amiga em um lugar gostoso, chamado 62 Graus. Fica ao lado da Fnac de Pinheiros, em São Paulo. Além da comida ser boa, com opções naturais (comi salada de quinoa, grão de trigo, alho-poró, palmito, erva doce e tomate), existe uma loja na entrada com várias coisinhas descoladas – desde bijuterias, bolsas e louças até livros, espelhos, penduradores de roupas e enfeites. 

Perguntei o que tinha de sustentável, orgânico ou feito com material reaproveitado. Não eram muitas as opções e a vendedora logo me explicou que às vezes chega, mas em pouca quantidade e logo acaba. Para quem gosta de latas de alumínio coloridas, lá é possível encontrar penduradores de casacos (R$ 98) para colocar na entrada de casa e enfeites, como o fusca (R$ 130) e a galinha (R$ 146). Tudo feito com latinhas reaproveitadas.

Colares para evitar desperdício

Olha bem esses colares. São vistosos, bonitos e têm algo diferente. Sabe o que é? Eles são feitos usando as sobras de materiais que a estilista Raquel Manzatti usa nas suas bolsas e carteiras. Com isso ela reaproveita seus materiais e evita desperdício. Até os formatos dos cortes dos couros são feitos com as facas que ela já tem e usa na produção das bolsas. Cada um custa R$ 74. O ateliê da Raquel fica na rua Madre Paula de São José, em São José dos Campos (tel 12 3941 5041).

Related Posts with Thumbnails