Chocolate orgânico ainda engatinha

O mercado de chocolate orgânico ainda engatinha no Brasil. Mas na Europa já é tido como um produto de luxo com bom valor agregado. A empresa belga de chocolate Callebaut, considerada uma das melhores do mundo, já trouxe para o Brasil três dos seus chocolates orgânicos exclusivamente para a Cau Chocolates. Mas eles ainda não fazem parte da linha regular. Pelo menos por enquanto. Veja abaixo, entrevista com Antonio Moreira, gerente de vendas gourmet da Barry Callebaut Brasil.

imagem4

n-297-ocenimg1-1

1. Como você vê este mercado?
Aqui no Brasil, o mercado orgânico como um todo ainda está muito incipiente. Acredito que nosso mercado em geral ainda é muito influenciado por preço, então fazer com que o consumidor pague um valor a mais pelo fato de ser um produto orgânico, apesar de todos os atributos que envolvem a cultura orgânica, ainda é algo muito difícil de se conseguir.

2. Qual a tendência para os próximos anos?
Acredito que ainda temos um longo caminho a percorrer para termos implantada uma “consciência orgânica” em nosso mercado, diferentemente de países como Inglaterra e Alemanha, onde expressões como “orgânico”, “fair trade / comércio justo”, “rain forest” já fazem parte do cotidiano e realmente agregam valor ao produto que carrega estas denominações.

3. Como você vê a qualidade dos produtos?
Posso falar pelos nossos produtos. Nossos chocolates orgânicos são no mínimo tão bons quanto nossos chocolates tradicionais. Ainda não trazemos nossa linha orgânica pois além de uma procura muito pequena por esse tipo de produto, é preciso ter uma estrutura adequada para que todos os requisitos do processo orgânico sejam respeitados.

Related Posts with Thumbnails