Corridas de rua eco-friendly

Foi dada a largada para as corridas de rua ecológicas. Elas são realizadas em diversas cidades do Brasil. Conheça três delas:

  • Dow Live Earth Run For Water:

Nesse domingo (18/04) acontece em várias cidades de todo o mundo a “Dow Live Earth Run For Water“, esse evento tem o intuito de chamar a atenção para o problema da escassez de água no planeta.

No Brasil elas ocorrem em São Paulo e no Rio de Janeiro, as inscrições são feitas no site www.run4water.com.br.

Além de participar da caminhada você também pode adquirir a camiseta oficial da grife Osklen, ela será vendida em todas as lojas da grife e na loja virtual que pode ser econtrada no site: www.osklen.com.br.

O preço é R$97,00 e sete por cento (7%) do lucro será revertido para o Instituto E, comandado por Oskar Metsavt, dono da gife Osklen. Com esse dinheiro o objetivo é criar projetos que eduquem a sociedade sobre o uso consciente da água.

  • Braskem EcoRun

Criada com o intuito de chamar a atenção da população para problemas ambientais, a Braskem EcoRun começa sua segunda edição em Porto Alegre neste domingo (18/04).

Além de utilizar em sua maioria materiais reciclados e recicláveis, é feita uma conta da emissão de carbono durante a corrida e esta é compensada com um plantio de árvores.

Ela acontece nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Porto Alegre e Maceió em diferentes datas.

corrida-ecorun1

DATAS DAS PROVAS:
BRASKEM ECO RUN –
PORTO ALEGRE – 18 de abril de 2010
BRASKEM ECO RUN –
RIO DE JANEIRO – 02 de maio de 2010
BRASKEM ECO RUN –
BRASILIA – 23 de maio de 2010
BRASKEM ECO RUN –
SÃO PAULO – 20 de junho de 2010
BRASKEM ECO RUN –
BELO HORIZONTE – 25 de julho de 2010
BRASKEM ECO RUN –
SALVADOR – 07 de novembro de 2010
BRASKEM ECO RUN –
MACEIÓ – 05 de dezembro de 2010

INSCRIÇÕES NO SITE DA ECORUN !

  • Ecorrida G30k

A corrida de revezamento que começou no Rio no último dia 11, e ainda vai passar por São Paulo, Salvador, Belo Horizonte e Brasília, tem como objetivo chamar a atenção das pessoas para a sustentabilidade, a inclusão, a qualidade de vida e a preservação ambiental através do esporte.

diferença nessa corrida é que ela utiliza apenas material reciclado, além de ter um programa de reciclagem de resíduos e estruturas reutilizáveis, contando também com carros elétricos no local do evento.

modelol-news1

O manual e as inscrições são encontrados online, para que não haja o desperdício de papel, no site: www.ecorrida.com.br.

DATAS DAS PRÓXIMAS ETAPAS:

Salvador: 13/06/2010
Belo Horizonte: 04/07/2010
São Paulo: 05/09/2010
Brasília: 19/09/2010


Osklen: e-fabrics norteiam a coleção

Com tradição eco-fashion, a Osklen apresentou um desfile com diversos tecidos ecológicos neste primeiro dia da São Paulo Fashion Week. Todos são frutos de pesquisas da e-fabrics, um projeto do instituto-e que trabalha com desenvolvimento de novos materiais sustentáveis.

E não é que eles eram gatos pingados na passarela. Eles nortearam toda a coleção, que tem como tema o Trópico de Capricórnio ou, como Oskar Metsavaht disse, “uma coleção de inverno inspirada em nossos verões”.

Mas de verão não ela tinha nada. Lã orgânica e couro ecológico dublado com sarja contracenaram com tricot e tresset de palha de eco-seda, que veio em versão de shantung também. Tudo bem pesado e estruturado.

“A estrutura foi feita com couro ecológico”, revela Juliana Suassuna, da equipe de estilo da marca.

Apesar da Osklen sempre trabalhar com materiais sustentáveis, na edição passada da SPFW Oskar não os trouxe para a passarela, alegando que a liberdade da criação vem sempre em primeiro plano.

Mas a boa notícia é que hoje o “eco”não é uma preocupação forçada dentro da marca. Cada vez mais é natural o uso dessas matérias-primas lá dentro. “Como o instituto-e fica dentro da fábrica, sempre que vamos começar uma coleção eu vou lá e pergunto o que temos de novo. A gente parte, muitas vezes, dos materiais descobertos pelo e-fabrics”, revela Juliana.

Veja o cometário da editora  Camila Lima e as fotos do desfile do site da Revista Marie Claire.

instituto-e no Rio à Porter

No Fashion Rio, as novidade “verdes” ainda continuam inexpressivas, mas no salão Rio à Porter elas estão com força total. Dei uma passada no instituto-e e pude conferir alguns materiais sustentáveis e novidades. Dá uma olhada no vídeo.

Para quem não pode ver ou ouvir o vídeo, aqui vai a matéria.

Quando se pensa em tecidos ecológicos e projetos ligados ao assunto no mundo da moda, imediatamente vem na cabeça o instituto -e, criado por Oskar Metsavaht e apoiado pela sua marca, a Osklen. No Rio à Porter, o instituto mostrou diversos materiais ecológicos. Isto faz parte do projeto e-fabrics, como podemos ver a seguir.

O látex natural da amazônia é feito de maneira sustentável e tingido com pigmentos naturais. Os couros de peixe, tanto o de pirarucu como tilápia, e o de rã são feito a partir do descarte da indústria alimentícia.

O bioplástico é produzido com amido de milho e é biodegradável. A seda ecológica é fiada à mão com resto descartado pela indústria e é tingida com pigmentos vegetais. A pupunha e a lona de eco juta são feitas de maneira sustentável sem agredir o meio ambiente.

O instituto-e faz as pesquisas e disponibiliza as informações para o mercado colocando em contato as duas partes da cadeia produtiva, ou seja, o fabricante e o comprador da matéria-prima.

Abaixo, algumas imagens de produtos feitos pela Osklen com couro ecológico (tênis) e couro de peixe.