A onda dos gadgets descolados e eco-friendly

Gadgets eletrônicos viraram objetos de desejo nos dias de hoje. E quanto mais modernos e futurísticos, mais agradam o público. Entre as tendências do mundo geek, uma chama a atenção por ter seu lado eco-friendly bem aguçado. São os aparelhos que funcionam com energia limpa e renovável.

Os mais comuns são aqueles que usam o sol como fonte de energia. No Brasil já é possível encontrar uma mochila com placas solares que recarregam notebooks, celulares e mp3 players, por exemplo. Além de sua utilidade, seu design descolado vem conquistando os mais high-techs e muitos fashionistas.

Ainda da mesma família, mas menores e mais em conta, estão as lanternas, os carregadores solares de celulares e uma versão exclusiva para iPhone, que também faz a vez de capa de proteção. Para quem gosta de acampar ou fazer trilhas, eles podem se transformar em um item fundamental e de segurança.

De olho nesta “necessidade contemporânea”, algumas empresas de tecnologia já estão investindo neste mercado. No ano passado, a Samsung lançou no Brasil o Blue Earth, um celular com placas solares que carregam o aparelho e dispensam a eletricidade.

Agora, a marca acaba de lançar nos Estados Unidos um netbook com a mesma tecnologia. Pode ser usado na praia, no campo ou receber energia do sol que entra pela janela de casa ou do escritório. Conforme seu desempenho de venda e aceitação, a novidade será exportada para outros países. Nos resta, então, torcer.

Mas as pesquisas de novas tecnologias não param e cada dia trazem mais inovações e aplicações funcionais para suas descobertas. É o caso da operadora de celular europeia Orange que apresentou na última edição do badalado festival de música de Glastonbury, na Inglaterra, o protótipo de uma camiseta que abriga um dispositivo que absorve as ondas sonoras dos shows e transformam-nas em energia para carregar o celular – que pode ser colocado no bolso da mesma para tal.

Estes são só alguns exemplos do que está por vir para ajudar o planeta na busca pela energia limpa e renovável. E mais uma prova de que ser sustentável é “cool”.

(artigo escrito por mim e publicado na edição de setembro de 2011 da revista valeparaibano)

Lixeiras compactam os resíduos com energia solar

Você já ouviu falar de um compactador solar de lixo? Isso mesmo. O nome é estranho mas autoexplicativo. Nada mais é do que um cesto de lixo que usa o sol como fonte de energia para compactar, ou diminuir, o volume do lixo que está dentro dele.

No mês passado, quando estive em Chicago e em Nova York, vi em ambas as cidades estas lixeiras, chamadas de Solar Compactor. Fiquei curiosa e tirei foto de ambas (veja abaixo) para depois pesquisar sobre isso. Qual sua função e como ajuda o meio ambiente?

Entre as principais vantagens estão: faz com que a frequência do recolhimento de lixo seja menor, e com isso economiza combustível do caminhões, gera menos poluição e trânsito, além de manter animais como ratos e pombas longe dos resíduos, o que garante pontos para a questão de saúde pública.

A cidade de Nova York já instalou mais de 500 lixeiras e espera com isso diminuir de 17 para 5 vezes por semana o números que recolhimento dos resíduos e com isso economizar mais de um milhão de dólares por ano.

O produto é incrível e só tem o que ajudar as cidades. Assim como diversos municípios já aderiram, espero que São Paulo e outras capitais brasileiras invistam nesta ideia. Veja abaixo os vídeos sobre a lixeira e seus benefícios.

Related Posts with Thumbnails