ONU faz retrospectiva 2011

Antes de começar os posts de 2012 resolvi colocar um vídeo muito bom que a Organização das Nações Unidas fez. É uma retrospectiva de 2011. Fala de conflitos, acidentes naturais, fatos, dilemas socioambientais e problemas que aconteceram em vários países do mundo.

No fim, o maior desafio de 2012: economia verde. E a ONU declarou este o Ano Internacional da Energia Sustentável. O vídeo também menciona a Rio +20, evento que será sediado no Rio de Janeiro 10 anos após a Eco 92, também realizada na capital fluminense.

“Sete bilhões de pessoas precisam de energia limpa para ler, de uma agricultura sustentável para se alimentar e de oportunidades e trabalhos decentes para viver uma vida digna e próspera”, finaliza o documentário, que tem a duração de 12 minutos.

Assista! Vale ressaltar que contém imagens fortes.

Atores fazem campanha contra Belo Monte

Nas últimas semanas uma das mais populares – e melhores – campanhas na internet a favor do meio ambiente discute um assunto sério de uma maneira muito descontraída e gostosa: a hidrelétrica de Belo Monte.

O Movimento Gota d’Água é o responsável por este vídeo que contou com a participação de 19 atores globais que vêm chamar a atenção para uma construção de 30 bilhões de reais (sendo que 24 milhões sairão dos nossos bolsos) que os brasileiros não estão nem preocupados em discutir.

E você, o que acha do assunto? Se for contra a construção desta usina que vai produzir somente 30% do seu potencial energético e vai alagar mais de 600 quilômetros quadrados da Amazônia, clique aqui e assina a petição.

O segundo vídeo também foi feito pelo Movimento Gota D’Água e é um sátira à postura de vários brasileiros. Vale a pena assistir.

Estacionamento solar e adoção do Bambi

Assim que cheguei aqui nos Estados Unidos, dois dias depois da minha mudança, fui levar meu marido ao trabalho. Qual a boa surpresa? Uma obra no estacionamento da empresa. Pois é, você deve estar pensando em como pode ser uma “boa surpresa”, certo?

Explico. Eles estão fazendo um estacionamento semi-coberto em que o telhado é cheio de placas solares que captam energia do sol e transformam em eletricidade, que aliás pode ser usada por carros elétricos ou híbridos no próprio estacionamento.

Vagas especiais com cabo e plug para abastecer este tipo de veículo foram colocadas nos lugares mais VIPS do estacionamento, perto da entrada. Ponto para quem já tem o seu (que mesmo aqui é caro e infelizmente não conseguirei comprar o meu). Duas vezes que passei por lá vi um Volt parado e sendo abastecido. A pessoa chega no trabalho, para e já pluga o carro. Muito legal de ver.

Além disso, outros prédios da empresa têm espalhados painéis solares por seus gramados, às vezes até parecendo uma “plantação” dos mesmos. Rsrsrs

Saindo do lado energético e indo para o lado de cuidado animal, outra boa surpresa quando chegamos é um programa da empresa que meu marido trabalha para adoção de filhotes de veados (dears). Isso mesmo, o prédio é cercado por uma mata cheia de animais silvestres, dentre eles e principalmente, os veados ou Bambis, como alguns preferem lembrar por influência da Disney.

Neste programa você se inscreve, recebe o número do seu animal adotado e pode batizá-lo. A nossa veadinha chama-se Kotik (pequeno filhote, em russo). Quando chegar o inverno vários destes filhotes ainda não estão prontos para enfrentar o frio ao ar livre. Então, eles são recolhidos e tratados com leite, ração ou o que precisar.

É nesta hora que nós, pais adotivos, podemos alimentá-los (até dar mamadeira na boca deles) e devemos arcar também com os custos de alimentação e/ou remédios. Esperamos que a Kotik esteja forte no inverno, mas se não tiver estaremos lá para ajudá-la.

Veja essa foto abaixo. É um(a) veadinho(a) que fica lá na mata. Queremos acreditar que esta é a nossa Kotik. 😉

Como ser ecologicamente correto com esse mega frio de São Paulo?!

Eu trabalho 365 dias no ano falando de sustentabilidade, defendo o consumo consciente, compro produtos de empresas responsáveis e que não agridem o meio ambiente, reciclo meu lixo, dou sempre preferência para produtos orgânicos, incentivo os pequenos agricultores, compro só o que preciso, levo minha ecobag ao supermercado, quase eliminei as sacolinhas de plástico da minha vida (as que ainda uso são biodegradáveis ou feitas de cana-de-açúcar), reduzi muito o meu consumo de carne. Agora… como é que se resiste a ficar um pouco mais no banho quentinho, ligar o aquecedor antes de dormir neste frio e sair da frente da televisão?

Sou mortal, e escrevo aqui para confessar o quanto o aumento de gasto de energia no inverno está pesando proporcionamente na minha consciência. É muito difícil ser sustentável em tudo e sempre, principalmente no frio! Mas também não acho que tenho que deixar de lado o meu conforto. Para conseguir diminuir o peso na consciência e a conta de luz, comecei a colocar em prática algumas dicas que vou revelar abaixo.

Para economizar na energia, prefira o aquecedor de água a gás ou solar. Se o seu for elétrico, troque o quanto antes! Seu bolso agradece. Já o aquecedor de ambiente elétrico pode ser substituido por bolsa de água quente, cujo líquido pode ser reaquecido e reaproveitado. Experimente colocar embaixo das cobertas antes de deitar ou sobre a barriga e pés. Para se aquecer, beba chá à vontade. Lembre-se que ingerir líquido faz bem (ainda mais se for chá verde ou branco). E, quando chegar da rua ou antes de dormir, faça um “escalda pé”. Coloque água quente numa bacia funda – se quiser, adicione gotas de um óleo essencial de sua preferência – e relaxe com os dois pés dentro. Como alternativa à televisão e filmes, livros e jogos de tabuleiros são boas opções. Mas se tiver um sol, que tal ir ao parque ou fazer programa ao ar livre?

Mas se você não quiser aderir às práticas acima, que tal negociar com o planeta e economizar mais em coisas que às vezes a gente esquece?

Por exemplo, deixe mais seu carro em casa e vá trabalhar à pé, de transporte público ou de carona. Calor humano é tudo: convide seus amigos para reuniões em casa, assim todo mundo economiza com deslocamento (desde que vão juntos, de carona), comida (os restaurantes são sempre mais caros) e energia. Abuse da luz de velas para aproveitar o clima romântico do inverno. Se o seu chuveiro demora para esquentar, não esqueça de colocar um balde e reutilizar a água para lavar roupas, o terraço ou regar plantas. E que tal aderir aos hábitos europeus de comprar livros de sebos e roupas de brechó – o inverno é a única estação em que o clássico sempre faz sucesso. Ah, e para fechar com chave de ouro, não esqueça dos vinhos orgânicos e naturais – que, quando feitos sem adição de sulfitos, não dão dor de cabeça nem para aqueles propensos à enxaqueca.

(artigo que escrevi para a edição de agosto de 2011 da revista valeparaibano)

Karim Rashid cria casa feita de Corian

Pra quem ainda não sabe, Corian é um tipo de material usado desde 1967, criado pela compania DuPont™. A grande sacada dessa descoberta são a inúmeras possibilidades de modelagem e cores em que ele pode ser feito.

O artista Karim Rashid, conhecido por seu gosto excêntrico na moda, lançou em sua nova exposição uma nova fórmula desse material feito de maneira sustentavel: parte orgânica e reciclada. A exposição, que estava exposta desde o dia 14 de Abril em Milão, terminou ontem.

smart-ologic_corian_living_04_arr

smart-ologic_corian_living_01_arr

Junto com sua casa feita inteiramente deste material, contendo cozinha, quarto, sala, banheiro e jardim, também foram expostas novas invenções da Compania DuPont™, como os novos paineis de energia econômicos.

smart-ologic_corian_living_02_arr

Related Posts with Thumbnails