Quarto do bebê: além de lindo, seguro

O Nick chegou! Depois de 37 semanas esperando ansiosamente, meu filho nasceu com 48 cm e 3 kg. Mas antes disso teve muita preparação para fazer o enxoval, o quarto e comprar todos os apetrechos que um bebê precisa. É tanta coisa que parece não acabar nunca. Mas é muito gostoso curtir cada uma delas. E, para escolher dentre tantas opções, o melhor é se informar.

Chegou a hora de preparar o quarto? Aqui vão algumas dicas que  adotei e visam sempre garantir a saúde e o bem-estar do bebê.

Móveis de madeira certificada são uma boa opção mas costumam ser caros. Procure saber como eles são feitos para descobrir o quão sustentável eles são. E, mais do que isso, o tipo de tinta ou verniz usado para pintá-los. Procure sempre os a base d’água e atóxicos, e que não emitem compostos orgânicos voláteis (COV). O mesmo serve para as tintas da parede do quarto.

Pense que o bebê vai passar muito tempo lá e que este ambiente deve ser o mais livre de químicos possível. Aliás outro ponto importante é o colchão. Prefira comprar um novo, firme, que tenha algum certificado de segurança – no Brasil, os berços devem obedecer às normas técnicas da ABNT (NBR 15860) e do Inmetro (NBR 15860-1 e 15860-2) – e, de preferência seja livre de componentes que possam emitir gases tóxicos, como retardantes de chama conhecidos por PBDE (éter difenil polibrominado), vinil, espuma de poliuretano e metais pesados.

Na hora da roupa de cama e banho, no mercado brasileiro já existem versões das feitas com algodão orgânico e tingimento natural. Outra opção “eco” é reutilizar o que é herdado de amigas ou da família, desde que estejam em boas condições, claro.

Por último, mas não menos importante, algumas regras estabelecidas pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) devem ser respeitadas. Estas mesmas são adotadas aqui nos Estados Unidos pela associação de pediatria para prevenir o risco da Síndrome de Morte Súbita Infantil.

Dentro do berço do bebê só é permitido o colchão (cuja medida deve ser justa no berço para não ficar nenhuma fresta) com o lençol de baixo, aquele de elástico. Nem protetor lateral se usa mais, para evitar perigo de sufocamento quando o bebê começa a se virar.

Nada de travesseiros, brinquedos, pelúcias, almofadas decorativas ou cobertor. Se tiver que usar este último, invista nas mantas vestíveis com zíper na frente. Ela esquenta o corpo da criança e previne que ela puxe para o rosto evitando maiores complicações respiratórias. A lista de recomendações é ainda maior e pode ser vista no site da SBP www.conversandocomopediatra.com.br.

No mês que vem, trarei mais dicas de tarefas prenatal, além de cuidados e produtos para os recém-nascidos.

(texto escrito por mim e publicado na edição de maio de 2012 da revista valeparaibano)

Jornal + cola = luminária exclusiva

Que tal colocar a mão na massa – ou melhor, no jornal de na cola – neste final de semana? Dá uma olhada neste vídeo e veja as diversas formas de luminárias que você pode fazer em casa. É super fácil e divertido.

Quem não fez papier-mâché na escola? Pois é, agora ele pode ganhar design e uma função na sua casa.

Se você encarar este desafio, mande uma foto para o blog mostrando como ficou.

PulpLamp from enrique romero on Vimeo.

Toast It eco-friendly

Não sei se vocês já viram o suporte de mesa em forma de pão de forma da Oiti. É muito fofa! Dei para várias pessoas de presente no Natal. Mas além de ser feita com cortiça ecológica e que não destrói árvores e respeita o ciclo de vida da mesma, ela é uma opção legal e divertida para deixar em cima da mesa.

Mas não é por isso que eu vim aqui fazer este post e sim para mostrar este vídeo que a Tita Berredo fez. Dá uma olhada no stop motion e na trilha. Vale assistir.

Mercado de moda e decoração amanhã!

Design, artesanato e ideias sustentáveis. Isso é o que estará presente na primeira edição do Mercado do Beco que será realizado neste domingo, 25 de julho. Das 13h às 21h será possível conhecer diversas marcas e produtos de moda e decoração que têm a sustentabilidade no seu DNA.

Entre eles estão a artista plástica Naná Hayne com suas tecnojoias, a coleção da estilista Lilian Alves, acessórios que levam a marca Salmar Sustentável e peças da grife de roupas Bela Grafô. O lounge do evento é assinado pelo arquiteto e designer Fernando Nacarato, vencedor do prêmio Design.Br promovido pela renomada loja de deisgn e decoração Micasa.

Vale a visita. O Verdinho Básico vai conferir e depois conta como foi.

Serviço:
Data:25/07
Horário: das 13h às 21h
Local: Centro Cultural Rio Verde
Endereço: Rua Belmiro Braga, 119 – Vila Madalena
Entrada: traga seu lixo reciclável em bom estado e colabore com nossos artistas. Latinhas, vidro, revistas, garrafa pet e outros produtos passíveis de reciclagem.
Manobrista: R$ 15

mercadodobeco_2010

Ecochique traz o lado “green” da Casa Cor

Se nas últimas semanas de modasustentabilidade apareceu bem timidamente, não se pode dizer o mesmo do maior evento de decoração do País: a Casa Cor. O universo green está bem incorporado nos mercados de arquitetura, decoração e até paisagismo. E isso pode ser visto com clareza nos ambientes criados por lá. Clique aqui para saber mais e ver as fotos no blog Ecochique.

casacor-roberto_riscala_03

Related Posts with Thumbnails