Diminua e neutralize a sua pegada de carbono em 2012

Mais uma Confederação das Partes da Organização das Nações Unidas pelas Mudanças Climáticas chegou ao fim no mês passado. Mas, desta vez, algumas resoluções foram assinadas. Ainda bem, pois o fracasso da COP15 e da COP16 foi vergonhoso e não podia se repetir.

O Protocolo de Quioto, que termina em 2012, foi renovado de 2013 até 2017, período em que os países têm de reduzir em 24% a 40% suas emissões de carbono (com base nos dados de 1990). Mas a boa notícia é que os maiores poluidores do mundo, os Estados Unidos e a China, que não são signatários do protocolo, se comprometeram a entrar em um acordo global para redução de emissão de Gases Efeito Estufa (GEE) a partir de 2020.

Tudo parece tão distante, mas não são só os governos que devem ter esta preocupação. A grande verdade é que cada um pode tentar diminuir sua pegada de carbono, ou seja, reduzir as próprias emissões de gases poluentes no mundo. E, mais do que isso, neutralizar o que não puder ser evitado. Isso mesmo.

Para reduzir, as dicas são simples: economize energia elétrica, troque as lâmpadas de casa por LEDs, prefira aparelhos com carregadores solares, use menos gás na sua casa, deixe seu carro na garagem sempre que possível e pedale, encare um transporte público ou ande a pé, produza menos lixo, recicle o que pode e tente fazer uma composteira em casa para transformar lixo orgânico em adubo para as plantas.

Agora, não vai ser de mim que vocês vão ouvir a “dica” de deixar de viajar ou pegar um avião. Sou super a favor do turismo, de conhecer novas culturas e países. Mas, para fazer isso sem peso na consciência, neutralize seu passeio, o que pode ser feito plantando árvores de matas nativas ou ainda comprando créditos da bolsa internacional de carbono.

Algumas empresas e ONGs sérias estão no mercado brasileiro e trazem no seu site uma calculadora para você computar suas emissões não só de férias e viagens, mas do gasto do dia a dia em casa e com deslocamentos. Depois disso é clicar para neutralizá-las. Um valor referente ao plantio das mudas nativas será cobrado e varia de R$ 14 a R$ 17 reais por árvore, o que equivale à neutralização do consumo médio mensal de eletricidade de uma casa com duas pessoas.

A organização Iniciativa Verde e o Banco da Árvore são dois exemplos que merecem atenção. Dá uma olhada no site deles e calcule suas emissões de CO2. E você, já neutralizou sua pegada de carbono? Que tal colocar na sua lista de tarefas para 2012?

(coluna escrita por mim e publicada na edição de janeiro de 2012 na revista valeparaibano)

Annie Leonard na indústria dos cosméticos

Você já assistiu aos vídeos The Story of Stuff (a história das coisas), The Story of Bottled Water (a história da água) e The Story of Cap & Trade (a história do comércio de carbono)?

Eles fazem parte de um projeto encabeçado pela ativista Annie Leonard que em 2007 escreveu, narrou e lançou o documentário animado The Story of Stuff, de 20 minutos, fruto de um trabalho de pesquisa de cerca de 20 anos.

O sucesso foi tanto que ele já foi visto por mais de 10 milhões de pessoas na internet, além de ser exibido em salas de aula pelos quatro cantos do Estados Unidos, incluindo cursos de pós-graduação de economia. Virou referência e ganhou as páginas de importantes jornais, revistas e sites, renomados programas de televisão e no último dia 13 de julho, foi matéria no Los Angeles Times com um título que resume bem este trabalho: “É uma história em quadrinho, mas ela está falando sério.”

O documentário virou um hit, o que possibilitou a realização dos outros vídeos. Amanhã, 21 de julho, Annie revela os bastidores da indústria da beleza e lança o vídeo The Story of Cosmetics (a história dos cosméticos), que também promete levantar muitas polêmicas e discussões que interessam cada vez mais o consumidor. Fala dos ingredientes não seguros presentes em milhares de produtos que passamos no nosso corpo todo dia. E que o governo não impede as empresas de venderem por causa de fortes lobbies e interesses.

Veja abaixo o teaser e amanhã traremos o vídeo na íntegra.

Abaixo, para relembrar, os três filmes mencionados acima já lançados.

E não acaba aí. Com tanto material e tão pouco tempo nos documentários, é mais do que óbvio que Annie iria publicar um livro contando todas suas histórias. The Story of Stuff: How Our Obsession with Stuff Is Trashing the Planet, Our Communities, and Our Health-and a Vision for Change pode ser comprado na Amazon clicando no link.

New York Fashion Week = carbon zero

Depois do São Paulo Fashion Week desbravar a neutralização de carbono nos eventos de moda mais importantes do mundo, agora chegou a vez da New York Fashion Week fazer a neutralização de toda a emissão de CO2 da semana de moda novaiorquina.

Clique aqui e saiba mais na matéria do canal Planeta do Estadao.com.br.

A organizadora do evento Fern Mallis fala das dificuldades e mudanças do mundo da moda devido à crise. Será que go green não é uma saída?

Inscrições para o Edital Natura Carbono Neutro estão abertas até 27/11

Até o dia 27 de novembro estão abertas as inscrições de propostas de neutralização de gases do efeito estufa (GEEs) para a Natura adotar com objetivo de compensar as emissões da empresa de 2009 e 2010.

Segundo o site da empresa, “nossa expectativa é receber propostas tecnicamente consistentes, inspiradas nas melhores práticas e com um componente socioambiental diferenciado. Este ano, daremos uma atenção especial ao bioma Amazônia”.

O Edital Natura Carbono Neutro foi criado em 2006 como um programa que busca iniciativas responsáveis em prol do combate às mudanças climáticas, com foco em reflorestamento, desmatamento evitado, energia renovável e inovações.

Os projetos alinhados com o regulamento do Edital Natura Carbono Neutro podem ser inscritos gratuitamente e participar de uma seleção realizada por uma comissão técnica independente. A avaliação será realizada com base em 17 critérios, divididos em quatro temas centrais: GEE, Social, Ambiental e Inovação.

Related Posts with Thumbnails