Ethical BioTrade no ano da Biodiversidade

Na última quarta-feira (19) tive a oportunidade de participar da conferência internacionalAbastecimento com Respeito” (“Sourcing with Respect”) voltada ao mercado cosmético e realizada pela Union for Ethical BioTrade (UEBT) na sede da Natura, em Cajamar (SP). Bom, vou deixar meu impulso de falar sobre como é linda a fábrica, um sonho para quem ama questões eco, e vou direto ao assunto.

A UEBT é uma associação idealizada em 2006 mas criada efetivamente em 2008 e que tem como proposta medir o impacto das indústrias na biodiversidade.

Union for Ethical Bio Trade

Aliás, para quem não sabe, a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 2010 o Ano Internacional da Biodiversidade. E como não podia deixar de ser, o dia de palestras e conversas apresentou o vídeo oficial da ONU, que é possível ver abaixo. Vale a pena, pois as imagens são bonitas e os dados alarmantes. Só para se ter uma noção, cerca de 130 espécies de vida entram em extinção por dia!

O dia começou com apresentação de Gus Le Breton, fundador da PhytoTrade Africa e presidente da UEBT. Ele explicou o que é a Union for Ethical BioTrade. “É uma associação e não uma certificadora. A diferença é que nós ajudamos os nossos membros a chegarem aos padrões exigidos pelas certificadoras e não fazemos a avaliação ou auditoria“, explica ele.

Gus ainda falou sobre o ano da biodiversidade e os novos objetivos que serão definidos neste ano pela Convention on Biological Diversity (CBD), fato que acontece a cada 8 ou 10 anos. Sobre a relação de empresas com a biodiversidade, ele comentou: “Não faz sentido na visão empresarial destruir a biodiversidade. Não existe nenhum outra espécie que se auto destrói.”

Juan Marco Alvarez representou a International Union for Conservation of Nature (IUCN), instituição fundada em 1948 e que hoje conta com 1100 membros de 160 países e tem 62 escritórios pelo mundo e mais de mil funcionários. O objetivo é encontrar soluções práticas para os maiores problemas e desafios ligados ao meio ambiente e desenvolvimento Para isso, investe em pesquisa e mobiliza governos, ONGs e sociedade civil para alcançar melhores práticas e implementar políticas.

Um estudo que será apresentado na íntegra em julho mostra que metade da população do mundo terá escassez de água até 2025. Este mesmo relatório indica os principais desafios e o que podemos fazer hoje para ajudar a biodiversidade. Entre os maiores desafios estão reconhecer os limites do planeta, redefinir os conceitos de sucesso e progresso, gerar mais valor para a biodiversidade, desenvolver soluções e aumentar a qualidade de vida.

Mas o que já podemos fazer hoje? Reconhecer a biodiversidade, medir as pegadas de carbono, água entre outros impactos ambientais, testar novas abordagens, comunicar a ideia e o conceito de biodiversidade e advogar entre governo e empresas.

Entre outras ideias apresentadas, Juan Marco ressalta que é importante transformar riscos em oportunidades. “As empresas têm de liderar nesta crise que estamos vivendo“, afirma ele.

A conferência teve ainda muitas outras apresentações e palestras, além de ter trazido uma pesquisa sobre biodiversidade com consumidores, empresas e mídia. Mas como ainda falaremos muito neste tema, vou deixar para ir contando pouco a pouco cada dia.

Palestra Natura

Protocolos e declarações internacionais

Uma amiga lembrou que seria importante postarmos nos nossos arquivos para consulta de nossos leitores os principais protocolos e declarações ambientais internacionais existentes.

Eles regem os trabalhos da Organização das Nações Unidas (ONU) e muitos nasceram na Conferência Rio 92, seja com o nome que tem hoje ou como desenvolvimento de uma ideia que veio a ser aprimorada mais tarde. Conheça aqui 5 deles.

Carta da Terra ou Earth Charter traz valores e princípios para um futuro sustentável. Ela nasceu na Conferência Rio 92 e é um código ético para o planeta. Clique aqui para conhecê-la.

Agenda 21 foi criada na Rio 92 e deve ser implementada em todos os níveis de governo (no Brasil é aplicado por governo local, estadual e federal). Faz parte da Divisão de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Saiba mais clicando aqui.

Convenção da Biodiversidade também nasceu na Rio 92 é um protocolo que diz respeito especialmente à propriedade intelectual no uso de recursos naturais. Veja mais no site oficial.

Protocolo de Kyoto foi assinado na cidade de Kyoto no Japão em 1997 na 3a Conferência de Mudanças Climáticas da ONU e entrou em vigor em 15 de fevereiro de 2005. Ele prevê que países industrializados têm que diminuir até 2010 a emissão de gases que causam o efeito estufa. Cada país tem um percentual a alcançar. Veja no site oficial.

Declaração do Milênio foi aprovada em 2000 por 191 países-membros da ONU. Conta com 8 objetivos de desenvolvimento econômico, social e do meio ambiente até 2015. Conheça estas metas aqui.

Para quem ainda tem a curiosidade de ver um resumo sobre a Rio 92, veja aqui uma ata feita pela ONU.

Abaixo, um vídeo de uma criança que falou na Rio 92 e fez o mundo parar para escutá-la.

Essa moda pegou mesmo! perfect prada replica

Olha o blog da Gisele todo verde. E o post em destaque é do Green Tube, peça criada pela Almap BBDO que usa o formato do Youtube, de maneira bem criativa, para falar das mudanças climáticas. Tem 3 vídeos. Clique em “Veja mais consequências”. Wow, prada replica is so perfect.

The best prada replica which you must like.

Save

Related Posts with Thumbnails