Aprenda a fazer um fusili com abobrinhas

Para esta segunda-feira sem carne, que tal uma receita de fusili com abobrinhas, queijo feta ou ricota e hortelã? Dá uma olhada no vídeo que a Rita Lobo fez no site Panelinha. Antes dela começar a cozinhar ela mostra a reforma da cozinha dela e um sapato que só ela e o Príncipe Charles usam! É bem engraçado. Have fun!

Abobrinha gratinada ao forno

Hoje a receita para a Segunda Sem Carne é de um acompanhamento que pode ser servido como entrada também. É abobrinha gratinada com parmesão.

Diferente das outras vezes que trago receitas do Panelinha, hoje resolvi contar uma que é minha, que eu faço em casa. Sei que a minha reputação na cozinha é péssima, apesar de ter prima e irmã chefs. Acho que é por isso. Foi toda a característica genética para uma boa cozinheira para elas, e nada pra mim – se é que isso é possível. Rrsrs

Mas o fato é que este meu prato, assim como a batata feita de maneira similar, é um sucesso quando recebo visitas – o que se repetiu neste último fim de semana.

Compre abobrinhas, azeite e queijo parmesão para ralar, de preferência na hora. Você também vai precisar de sal e pimenta do reino. Para fazer é simples. Corte a abobrinha em rodelas finas, de cerca de meio centímetro de espessura, e coloque em uma travessa ou pirex que possa ir ao forno.

Em seguida regue com bastante azeite extra virgem (se possível, o orgânico). Tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Jogue o queijo parmesão ralado por cima. Está na hora de levar ao forno. Você vai deixar lá por bastante tempo até o queijo estar gratinado e bem dourado. O azeite vai cozinhar a abobrinha. Pronto, basta tirar e servir! Ah, esse prato pode ser feito somente com ingredientes orgânicos facilmente.

Para quem gosta de batata, a única diferença é que ela deve ser picada em cubos e deve ser cozida na água fervendo antes de ser colocada na travessa. O resto é tudo igual. Espero que gostem!

Em tempo, para os fãs de abobrinha como eu, aqui vai uma dica da melhor pizza de abobrinha que já comi (também uma boa opção para uma Segunda Sem Carne.) É a versão da pizzaria Bendita Hora, que tem três lojas em São Paulo – uma em Perdizes, um em Moema e outra em Alphaville. Olha a foto abaixo e me diz se não dá água na boca.

Abobrinha com hortelã vira salada

Eu adoro abobrinha (não só de falar, mas de comer rsrsrs). Confesso que até pouco tempo este ingrediente era um zero à esquerda para mim. Mas minha amiga Thaissa, que tem várias receitas práticas, saudáveis e diferentes, reverteu este pré-conceito que eu tinha. Tanto é que agora coloco abobrinha grelhada em tudo.

Ontem fui comer uma pizza e, assim como todas as últimas vezes que o fiz, escolhi uma versão com este fruto gratinado. Isto me inspirou para esta Segunda sem Carne.

Para hoje, escolhi uma receita de salada de abobrinha com hortelã do site Panelinha. Lá, a Rita (Lobo) fala que ela pode ser acompanhada por uma ricota fresca ou queijo de cabra. Clique aqui para ler a receita. Bon apetit!

abobrinha e hortelã

Legumes cozidos e assados com parmesão

Toda segunda-feira recebo em casa um cesta de horti-frutis orgânicos com diversos produtos que são escolhidos pela quitanda baseado numa lista que fiz. Mas nunca sei o que vem.

Confesso que é a forma mais simples de comer diferentes legumes, verduras e frutas, pois, uma vez que eles estão em casa, somos obrigadas a ver o que fazer com eles. Muito prático e lúdico também, pois temos que adaptar e inventar receitas.

E quero contar para vocês uma das poucas receitas que faço bem (rsrsrs) e que estou adaptando para outros legumes: a batata cozida e gratinada ao forno com azeite e queijo parmesão ralado.

É super simples: corta a batata em cubos de 2 a 3 cm e coloca em água fervente para cozinhar. Tirar antes que fique muito molenga. Pode tirar a casca ou deixar a mesma, como preferir.

Escorrer a água e colocar num pirex. Regar com bastante azeite, colocar sal e pimenta do reino a gosto e cobrir com bastante queijo parmesão ralado. Levar ao forno e deixar até formar casquinha.

Fácil, né? Pois é, comecei também a fazer isso com outros legumes, como abobrinha em rodelas (nem precisa cozinhar na água antes), vagem, brócolis, entre outros. Uma amiga faz com couve-flor e fica bárbaro. O segredo está em colocar azeite suficiente para cobrir o fundo do pirex e deixar o tempo de gratinar e/ou formar a casquinha.

Ontem estava conversando com minha irmã Luciana e ela me disse que a nossa prima Rita (Lobo) faz uma receita semelhante com abóbora japonesa, uma de suas preferidas. E o melhor é que esta receita está no site Panelinha e foi a escolhida para esta Segunda sem Carne. Clique aqui para ler no site.

1593_m

Related Posts with Thumbnails