Em um ano, dos livros pediátricos para os blogs de mães

Nem parece, mas um ano se passou desde o momento mais emocionante da minha vida. Meu filho acaba de comemorar o seu primeiro aniversário e posso dizer que os últimos doze meses foram muito intensos e felizes. Quantas coisas eu, meu marido e meu filho aprendemos juntos e vivemos. Mas o mais impressionante é o quanto o Nick cresceu. Ele era micro, nem se mexia direito, e agora já sai correndo de mim engatinhando e fica em pé toda hora, indo de um carrinho para um brinquedo para um sofá. Já está quase andando sozinho. Não só ele cresceu como nós, pais, amadurecemos.

Quando estava grávida, lembro que não largava os livros do pediatra norte-americano Dr Benjamin Spock ou o da encantadora de bebês Tracy Hogg. Lia tudo com antecedência para saber o que fazer quando me deparasse com tal situação. Isso sem contar o site BabyCenter.com, que me acompanhou diariamente durante toda a gravidez e nos primeiros meses do Nick. E foram todos muito úteis. Recomendo.

Mas de um tempo pra cá, venho percebendo que minha sede por estudar as fases e os próximos desafios do Nick vem diminuindo muito. Até parei de apelar pro Google quando ele fica doentinho. Acho que muito disso deve-se ao fato de que cada criança desenvolve de um jeito e num tempo diferente. Mas também esta attitude tem a ver com a confiança dos pais. Eu e meu marido temos criado o Nick como achamos melhor. Acho que estamos seguindo os nossos instintos mesmo. Até porque não existe o certo ou o errado na maioria dos casos.

Com isso, tenho gostado cada vez mais de ler blogs de mães. Isto porque elas contam experiências, dividem ideias e aflições e dão dicas reais que vão além das teorias e da medicina. Tratam de situações do dia a dia pelas quais todas as mães passam. E os comentários dos posts viram uma sala de bate-papo com troca de opiniões. Quem nunca teve problema com uma criança no supermercado ou no restaurante? Como lidar com os eletrônicos na vida do pimpolho? Qual mulher que não quer dicas para recuperar a forma depois do parto?

Outros blogs tratam de assuntos mais específicos, como viagem com os filhos, programas para fazer com as crianças, ideias para festa, roupa e receitas. Enfim, tudo o que um mãe, que também é uma mulher e uma profissional, procura saber para curtir o filho, e a vida.

Então, para os pais de plantão, aqui vai uma listinha. Ah, ela também serve para os avós e tios.

Mãe da Rua – www. maedarua.com.br
De Mãe para Mãe – estilo.br.msn.com/demaepramae/
NY with Kids – www.nywkids.com
Just Real Moms – www. justrealmoms.com.br
Mamãe tá ocupada – www.mamaetaocupada.com.br
Salto Alto e Mamadeiraswww.saltoaltoemamadeiras.com.br

Mae da Rua

 (Artigo escrito por mim e publicado na edição de abril de 2013 da revista valeparaibano)

Related Posts with Thumbnails

Comments

  1. Nossa..que legal! Conheci seu blog…vi a recomendaçao acima e fiquei feliz! Beijos

Speak Your Mind

*