“No Impact Man” desafia: que tal viver causando o menor impacto possível?

Você já viu o vídeo No Impact Man? O projeto de Colin Beaven começou com a ideia de ficar um ano sem causar impacto ao meio ambiente aumentando seu comprometimento progressivamente durante este período. Ele é escritor e depois de escrever alguns livros resolveu que queria fazer algo para a preservação do planeta sem ser ecochato e cair na mesmice. Foi aí que resolveu entrar em um projeto de um ano de sua vida – levando sua mulher e filha juntas – e relatar esta experiência em blog e livro, que depois virou um documentário, lançado em 2009.

Comecei a ler o livro e estava gostando bastante, mas não terminei. Relaxei quando ganhei o DVD de No Impact Man e assisti. Confesso que fiquei um pouco decepcionada, pois estava esperando desde 2009 com alta expectativa mas o filme ficou sem ritmo e maçante (bem diferente do trailer abaixo). Muitas vezes me peguei bocejando. Uma pena, pois o projeto tem um conceito incrível que tem tudo para ser copiado, seja em partes ou completamente.

Entre os pontos altos estão como a família aprendeu a comer muito melhor ao freqüentar o mercado local e a mulher tratou da sua diabete somente com a mudança de hábitos, a perda de peso dos pais ao andarem de bicicleta e patinete por Nova York e uma maior cumplicidade entre pai, mãe e filha, que trocaram programas na frente da televisão por jardinagem e passeios no parque.

Agora, a maior entre todas as tarefas que a família enfrentou para diminuir seu impacto na Terra aconteceu no sexto mês do projeto: o corte da eletricidade do seu dia a dia. O problema não foi nem a falta de iluminação, mas sim a falta de eletricidade para manter a geladeira funcionando. Sem qualquer tipo de refrigeração para alimentos, tiveram que improvisar e tentar técnicas de outras civilizações. Mas foi em vão.

De todos os sacrifícios e mudanças de hábitos e comportamentos, o que o casal garantiu que não vai conseguir ficar sem é a eletricidade, principalmente por causa da luz, do ar condicionado, ar quente e da geladeira. Até a televisão foi dispensada e não voltará ao endereço de Colin Beaven…desde que ele leve a mulher ao cinema de vez em quando.

Mas o fim desta experiência deu início ao No Impact Project, uma ONG que ajuda causas ambientais e que convida / desafia todo mundo a tentar imprimir menor impacto no meio ambiente. E você, se anima? Veja o vídeo abaixo e saiba como.

Related Posts with Thumbnails

Speak Your Mind

*