Feira orgânica online

Neste mês de setembro foi publicado na revista Elle uma matéria que fiz sobre lojas online para se comprar orgânicos e que entregam em casa. A página é esta abaixo e vale deixar grudada na porta da geladeira.

20120917-235626.jpg

Mais uma da Seventh Generation

A marca que eu adoro Seventh Generation acaba de lançar uma linha de shampoo, condicionador e sabonete líquido para bebês e crianças.

O cheiro é uma delícia. O que eu comprei é feito com mexerica e laranja. Sutil mas muito gostoso.

20120916-225355.jpg

Aqui em casa compro detergente, sabão pra lavar roupa e louça, amaciante e lenços umedecidos de limpeza desta marca. Até a fralda do Nick é Seventh generation.

Recomendo!

Burt’s Bees: abelhinha fashion

A marca até então de cosméticos naturais Burt’s Bees acaba de lançar uma linha de roupas de bebê feito com algodão orgânico. São muito gostosas, com toque maravilhoso. E as estampas também são legais. Assim como os produtos de beleza, os preços são bem acessíveis. Já comprei. Provei (o Nick, claro) e aprovei!

Veja foto que tirei na Buy Buy Baby e outra do meu modelo preferido usando um babador da abelhinha, símbolo da marca

20120915-234142.jpg

20120915-234157.jpg

Restaurante orgânico desembarca em São Paulo

Um dos restaurantes que mais gosto de ir em Nova York acaba de chegar ao Brasil. Não que seja algo chique e rebuscado para ocasiões especiais. É um espaço muito charmoso para o dia a dia. O café da manhã de lá é uma delícia. O cappuccino, só de pensar dá água na boca.

Apesar de freqüentar as filiais norte-americanas – minha favorita fica no meio do Central Park -, conheci o Le Pain Quotidien em Londres. De cara, me apaixonei. Além de ter um ambiente agradável no estilo “lá em casa”, seu cardápio é conhecido por usar ingredientes orgânicos e locais sempre que possível. Tudo é fresquinho. Os pães e os doces são feitos no dia. As hortaliças vêm de agricultores orgânicos parceiros.

Isso, somado à decoração de madeira recuperada que inclui mesa comunitária, faz com que o espaço pareça uma casa de fazenda. Ótimo lugar para ler um bom livro, para trabalhar acompanhada da dupla café e croissant ou mesmo fazer uma reunião informal.

Presente em 18 países, essa rede belga também vende produtos próprios. Gostou do pão, do café, das geléias, do azeite, da pasta de chocolate, da granola?  É só levar para casa.

A primeira cidade brasileira escolhida para abrigar o Le Pain, como é carinhosamente chamado por seus clientes, foi São Paulo. Já são três lojas. Uma no Shopping Cidade Jardim, uma na Vila Madalena e outra no Itaim. Como a cultura e a gastronomia local é valorizada pela marca, estas filiais trazem no seu cardápio pão de queijo e vitamina com mamão, banana e frutas vermelhas. Mas, em linha geral, o menu traz as mesmas receitas apresentadas mundo afora.

Poderia ficar escrevendo horas sobre meus pratos favoritos (que inclui a salada de quinoa, o quiche vegetariano e a torta de framboesa) ou ainda sobre como a filosofia de trazer alimentos orgânicos e saudáveis me encanta. Mas o que mais me agrada com a chegada do Le Pain no Brasil é a entrada de grandes redes “livre de pesticidas” no País. Minha esperança é que, como elas têm mais fôlego financeiro, elas consigam exercer um papel de conscientização da importância dos orgânicos. Que venham Whole Foods, Chipotle e muitos outros.

(texto escrito por mim e publicado na edição de setembro de 2012 da revista valeparaibano)


Aveda: aromaterapia em cosméticos

Como muitos de vocês já sabem, sou super alérgica e não posso usar shampoos e sabonetes que tenham lauril sulfato de sódio. Fiquei ainda mais exigente e chata depois que fiquei grávida. Dizem que as alergias pioram, e mais do que nunca quero colocar em contato com a minha pele somente produtos suaves e super confiáveis.

Um dos meus maiores pesadelos no Brasil era achar shampoo livre de sulfatos. Já aqui nos Estados Unidos a tarefa é bem mais fácil. Desde que cheguei resolvi experimentar a dupla shampoo + condicionador da linha de alecrim (rosemary) da Aveda, uma empresa fundada em 1978 com o objetivo de fazer produtos com ingredientes botânicos de alta performance que sejam saudáveis para os consumidores e para o planeta.

A Aveda compra seus ingredientes de cultivo sustentável que visa o desenvolvimento local de diversas comunidades dos quatro cantos do mundo. Seu primeiro produto orgânico foi feito em 1994 e a empresa é uma das maiores compradoras de insumos orgânicos da indústria da beleza. Hoje, 90% dos óleos essenciais e 89% das ervas usados como ingredientes são certificados orgânicos.

Voltando aos produtos, eu adorei. Estou usando há 4 meses e ainda estou apaixonada por eles. Têm um aroma energizante e dão uma sensação refrescante. É um banho de aromaterapia, literalmente. O shampoo (10,50 dólares, 250ml) limpa sem ressecar os cabelos e o condicionador (10,50 dólares, 250ml) deixa os fios suaves sem ficarem oleosos. Super recomendo!

Outro produto desta linha que provei e aprovei (ainda quando estava no Brasil) é o refrescante e cheiroso Rosemary Mint Body Lotion (23 dólares, 200ml). Este hidratante corporal é feito com alecrim orgânico certificado, aloe vera orgânica, lavanda orgânica certificada, hortelã orgânica certificada, manjerona orgânica certificada, mentol, vitamina A e E.

Ele deixa a pele macia e seu aroma também relaxa a alma. Uma delícia. E não é gorduroso como muitos cremes que são produzidos e vendidos em lugares onde o frio é muito intenso, como nos Estados Unidos e na Europa.

Outros dois produtos que tenho usado e deixado na bolsa e na cabeceira, respectivamente, são os cremes para mãos (Hand Relief) e para os pés (Foot Relief). Ideais para hidratar, eles também dão uma sensação de relaxamento. A embalagem de 125ml de cada um custa 20 dólares. Já o kit com um pote travel size de 40ml de cada + um de 125ml de cada sai por 44 dólares.

Related Posts with Thumbnails